30
outubro
2011

Você precisa conhecer Inhotim!

Postado por em fotografia

Você não conhece Inhotim? Nunca ouviu falar?

Inhotim caracteriza-se por oferecer um grande conjunto de obras de arte, expostas a céu aberto ou em galerias temporárias e permanentes, situadas em um Jardim Botânico, de rara beleza”

(Sobre nós do site do Inhotim)

Eu estive lá em setembro e só posso reforçar aqui tudo o que já disseram a respeito por aí. Acho que é uma experiência única e rara aqui no Brasil e que todos deveriam ter a oportunidade deste contato com a arte, natureza e a arquitetura que o lugar oferece. Para quem é da área de arte, design e afins então é obrigatório!

O parque fica na cidade de Brumadinho-MG e fica aproximadamente 60km de Belo Horizonte. Existem diversas pousadas que você pode ficar na cidade para poder visitar Inhotim. Eu e minha irmã ficamos na Pousada da Dona Carmita. Um lugar simples, bom preço e ótimo atendimento.

Para conseguir ver todas as obras, desfrutamos de dois dias inteiros andando sem muita parada (O lugar é grande pacas > veja o Mapa). Algumas obras são bem distantes da área central do parque e para que a visita não ficasse tão cansativa e desse tempo de ver tudo, contratamos o serviço de transporte interno do parque. Super rápido e confortável 🙂

Na hora do almoço você pode comer nos restaurantes e lanchonetes que tem lá. O preço nos restaurantes é um pouco elevado, mas são lindos e a comida é ótima, vale muito a pena.

Aí também tem o trabalho de paisagismo que é fora de série. Não dá para descrever o que é aquela paisagem combinada com obras de arte ao ar livre. Como dizem os mineiros, é bonidimaisdaconta!

Inhotim é repleto de aves e pequenos animais que podemos ver em meio a natureza…

A Arquitetura das galerias também dão um show a parte.

As galerias e instalações de arte são o foco principal do tour, mas Inhotim é o que é pelo conjunto da obra que mistura natureza, arquitetura, arte e gastronomia, ou seja, Inhotim é tudo de bom.

Uma das obras que mais me impressionou foi as da artista Janet Cardiff. O trabalho que essa mulher faz com o som é coisa de outro mundo. Em uma das instalações ela usou 40 alto-falantes de alta definição para representar um moteto (um tipo de composição polifônica medieval) onde cada alto-falante se ouvia uma voz diferente. É emocionante e fantástico!
A outra obra de Janet Cardiff nomeada The Murder of Crows é outro espetáculo montado em um imenso salão com 98 alto falantes instalados onde a gravura O sono da razão produz monstros (1799), de Goya foi a inspiração para a produção do som.

Não era permitido fotografar dentro das galerias, então fiz as fotos das obras que ficam a céu aberto. Delicie-se com algumas imagens!

inhotim-chris-burden Edgard Souza Hélio Oiticica Jarbas Lopes Matthew Barney

Isso é só uma pequena degustação do que tem para ver. Saiba mais acessando o site de Inhotim, seguindo no Twitter e acompanhando o Blog deles. Veja mais fotos que fiz lá no meu Flickr!

O grande idealizador de Inhotim, Bernardo Paz merece todos os créditos.

E aí, dá para deixar de visitar Inhotim?

Veja também o post que fiz da segunda vez que visitei Inhotim.

Veja todos os posts sobre: